• Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page

Que os capitalistas paguem pela crise!

Para lutar por uma São Paulo dos trabalhadores é preciso unir a nossa classe nacionalmente contra Bolsonaro, Doria, Covas, Russomano e todo o regime do golpe institucional. Para isso, a esquerda não pode repetir a conciliação do PT com a direita e grandes empresários. Nossa luta tem que ser independente dos patrões!

- Barrar a reforma administrativa que ataca a saúde e a educação.
 
- Anulação de todas as reformas que atacam os trabalhadores e o povo

Proibição das demissões e fim da precarização do trabalho. Por salário digno e todos direitos para entregadores e terceirizadas.

 
- Em defesa das mulheres, negros e LGBT´s.

- Contra o regime herdeiro do golpe: nova Constituinte imposta pela luta.

  • Bancada Revolucionária
  • Diana Assunção
  • Letícia Parks
WhatsApp%20Image%202020-09-18%20at%2014.
FQ36D3BPPI3HF2T6ICX2NPWLUY_edited_edited

Apoiam a

Bancada Revolucionária

 
 

Quem somos?

Somos a Bancada Revolucionária de Trabalhadores.

 

Estamos contra Bolsonaro, os golpistas e os capitalistas.

 

Lutamos contra o desemprego e a precarização para unir a classe trabalhadora enfrentando a extrema direita de Bolsonaro e Mourão e as instituições do golpe institucional como STF e Congresso Nacional.

Contra os capitalistas e as patronais é preciso independência política dos trabalhadores, sem aliança eleitoral com o PT que administrou o capitalismo por 13 anos.

Ajude a Bancada Revolucionária

A Bancada Revolucionária de Trabalhadores é uma candidatura coletiva para vereador em São Paulo. Estamos juntos Diana Assunção, Letícia Parks e Marcello Pablito.

 

Não recebemos dinheiro de empresários nem contamos com o fundo eleitoral.

 

Nossa campanha depende exclusivamente da nossa força militante e daqueles que acreditam nas nossas ideias!

 

Por isso te convidamos a ajudar financeiramente nossa candidatura para levar nossas ideias mais longe!

WhatsApp%25252520Image%252525202020-08-1
29026383_2070248419897031_88607782361628

Diana Assunção

Minha trajetória é marcada pelas lutas das trabalhadoras terceirizadas da Universidade de São Paulo onde trabalho há 12 anos, mas também pela luta das mulheres contra a violência, pelo direito ao aborto legal seguro e gratuito, contra o patriarcado e o capitalismo. Pude contribuir com a compreensão marxista da luta das mulheres sendo parte de projetos como os livros A precarização tem rosto de mulher, Mulher, Estado e Revolução da historiadora norte-americana Wendy Goldman e impulsionando o Podcast Feminismo e Marxismo. Além das mais de 200 palestras que ministrei nos últimos anos em todo o país sobre a luta dos trabalhadores e das mulheres recentemente impulsionei um curso completo resgatando o marxismo de Rosa Luxemburgo, que é junto a Trotski e Lenin uma referência para nossa Bancada.

44495418_2223107401277798_56964469675723

Letícia Parks

Minha trajetória militante é marcada pelas lutas da juventude junto da classe trabalhadora. Participei de greves, ocupações e atos de rua em apoio a cada luta de trabalhadores aqui em São Paulo. Também me manifestei contra os aumentos das tarifas, contra a violência policia e fui às ruas com as milhares de mulheres que lutaram contra a cultura do estupro, pela legalização do aborto e pelo direito ao nosso corpo. Me somo a todos os que lutam por justiça pra Marielle Franco, pro Mestre Moa e por todos os assassinados pela polícia e pelo ódio que jorra da boca da extrema direita.

29025739_2070232556565284_39272539243560

Marcello Pablito

Minha trajetória é marcada pelas lutas dos trabalhadores da Universidade de São Paulo onde trabalho há 14 anos, mas também pela luta das negras e negros contra o racismo e o capitalismo e as batalhas do conjunto da nossa classe. Pude contribuir com a organização dos trabalhadores em várias greves ao lado de meus companheiros do bandejão da USP onde trabalhei 12 anos, para a organização de negras e negros a partir da Secretaria de Negras e Negros e Combate ao Racismo do Sindicato dos Trabalhadores da USP onde pudemos atuar em defesa dos imigrantes haitianos e africanos.

WhatsApp%2520Image%25202020-08-15%2520at