No capitalismo, o desenvolvimento tecnológico que permite avançar a indústria e a agricultura levam necessariamente à destruição do ambiente e ao empobrecimento dos trabalhadores, porque o objetivo desse sistema é o lucro e não o uso racional dos recursos e sua reciclagem.

É preciso reorganizar a produção, a distribuição e os rumos do desenvolvimento tecnológico para recuperar a destruição que o capitalismo trouxe para a humanidade e o nosso planeta, atendendo as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazer suas próprias necessidades.

Queremos ser a voz que vai enfrentar os interesses dos poderosos que destroem nossa cidade em nome de seus lucros.

O falso discurso verde do mercado financeiro, não nos interessa. É preciso atacar os privilégios de quem destrói a natureza para realizar mudanças.

Fechar a torneira dos grandes especuladores e  não pagar a dívida pública para iniciar essa reorganização, garantindo 100% de saneamento e tratamento de esgoto doméstico e exigindo tratamento industrial, para dar passos na despoluição do Tietê, Pinheiros e demais rios que atravessam a cidade.

Defendemos também a taxação das grandes fortunas dos bilionários de São Paulo para iniciar  um plano de obras públicas municipal para acelerar o processo de reciclagem do lixo e de tratamento do lixo orgânico com hortas coletivas, que poderia empregar milhões combatendo o desemprego que aflige as famílias, gerando renda, interrompendo a contaminação de nosso lençol freático e o vetor de doenças que são os aterros sanitários, salvando vidas com as enchentes e gerando alimentos saudáveis para os mais pobres.

Incentivando os pequenos produtores, garantindo a comercialização diretamente em mercados públicos e a compra de alimentos saudáveis para as merendas nas escolas.

Água limpa e ar que possamos respirar: não existe saúde sem essa condição. Reorganizar a cidade e recuperar nossas matas no entorno de São Paulo e de seus rios é um passo decisivo para que os trabalhadores possam viver dignamente na cidade que construímos.

Queremos que essa bancada revolucionária seja uma voz para fortalecer a organização necessária para enfrentar os interesses dos capitalistas que deixam nossa cidade cada vez mais inabitável.

Em defesa do meio-ambiente contra os lucros capitalistas